Sua criança anda na ponta dos pés?

Não se preocupe, pode ser só um hábito simples de resolver!

Em alguns casos, a caminhada em pontas é apenas um hábito adquirido. Entretanto, existem casos que andar na pontinha dos pés pode indicar patologias.

À medida que se desenvolve, a criança tende a abandonar o hábito da caminhada em pontas. Mas, se após os 2 anos ela insiste em andar na pontinha dos dedos do pé, é importante procurar alternativas que estimulem a caminhada correta e um ortopedista pediátrico para descartar possíveis problemas relacionados. 

Por que a criança caminha na pontas dos pés?

Nos primeiros passos as crianças têm, naturalmente, uma caminhada com características específicas. Para facilitar o equilíbrio, percebemos o bumbum mais empinado, tronco a frente,  bracinhos e as perninhas mais abertos para andar, além de dar passinhos mais rápidos, para ficarem menos tempo sobre o apoio de apenas um dos pezinhos. Nessa fase de busca pelo equilíbrio, a caminhada em pontas pode ser um recurso que algumas crianças utilizam para melhorar a dinâmica da caminhada, que pode passar com o tempo, ou não.

“Andar em pontas não é ideal! Mas também não é completamente ANORMAL…. Quando as crianças aprendem a andar, eles geralmente começam com as pontas dos pés. Assim que a sua parte sensorial se desenvolve e os seus músculos aumentam a sua força no tronco e nos membros inferiores, as crianças costumam abaixar os calcanhares e iniciam um padrão mais “natural” de marcha: calcanhar-dedos. Existem várias razões para que a criança ande sobre as pontas dos pés.” 

Dra. Líria Okai-Nóbrega

Fisioterapeuta, PhD, Diretora de pesquisa da Anamê Baby Design . Pós-graduada em engenharia biomédica, neurociências e ciências da reabilitação.

Por que a criança caminha na ponta dos pés?

Nos primeiros passos as crianças têm, naturalmente, uma caminhada com características específicas. Para facilitar o equilíbrio, percebemos o bumbum mais empinado, tronco a frente,  bracinhos e as perninhas mais abertos para andar, além de dar passinhos mais rápidos, para ficarem menos tempo sobre o apoio de apenas um dos pezinhos. Nessa fase de busca pelo equilíbrio, a caminhada em pontas pode ser um recurso que algumas crianças utilizam para melhorar a dinâmica da caminhada, que pode passar com o tempo, ou não.

“Andar em pontas não é ideal! Mas também não é completamente ANORMAL…. Quando as crianças aprendem a andar, eles geralmente começam com as pontas dos pés. Assim que a sua parte sensorial se desenvolve e os seus músculos aumentam a sua força no tronco e nos membros inferiores, as crianças costumam abaixar os calcanhares e iniciam um padrão mais “natural” de marcha: calcanhar-dedos. Existem várias razões para que a criança ande sobre as pontas dos pés.” 

Dra. Líria Okai-Nóbrega

Fisioterapeuta, PhD, Diretora de pesquisa da Anamê Baby Design . Pós-graduada em engenharia biomédica, neurociências e ciências da reabilitação.

A Dra. Ana Paula Lage te explica porque algumas crianças andam nas pontas dos pés:

Mas, se até os 2 aninhos a caminhada em pontas persistir, é importante procurar um ortopedista pediátrico para descartar questões sérias, porque pode sim ser resultado de uma condição específica, como paralisia cerebral, distrofia muscular , Transtorno do Espectro Autista dentre outros.

A Dra. Ana Paula Lage te explica porque algumas crianças andam nas pontas dos pés:

Mas, se até os 2 aninhos a caminhada em pontas persistir, é importante procurar um ortopedista pediátrico para descartar questões sérias, porque pode sim ser resultado de uma condição específica, como paralisia cerebral, distrofia muscular , Transtorno do Espectro Autista dentre outros.

“Meu filho ainda caminha na pontinha dos pés, mas o médico disse que é normal e já excluiu toda a possibilidade de problemas graves. O que mais eu posso fazer?”

Como dissemos no início, muitas vezes, a caminhada em pontas é apenas um mau hábito, mas que pode persistir, caso a criança não seja estimulada a mudar esse hábito, com desafios para que essa caminhada em pontas se torne difícil.

O contato frequente com o solo natural é um ótimo aliado para essa condição. A instabilidade do solo favorece o apoio do calcanhar mas é escasso para crianças urbanas.

Entretanto, a boa notícia é que já existe uma solução para que crianças urbanas tenham todos os benefícios de andar descalço, mesmo quando caminham somente no chão reto e duro da nossa casa.

Quero entender melhor

“O Noeh foi criado por cientistas, é o único calçado infantil do mercado que tem uma tecnologia que simula o terreno natural de verdade.”

É como se a criança estivesse caminhando descalço na areia fininha da praia, mesmo quanto está calçada dentro de casa.

Proteção para calcanhar e tornozelo, evitando torções
Material flexível: conforto que acompanha o movimento dos pés
Ponteira reforçada: proteção para os dedinhos
Ponta levantada: auxilia a caminhada normal, rolando o pezinho do calcanhar a ponta dos dedos
Espaço interno: alto o suficiente para os dedinhos se mexerem livremente
Solado final e irregular: auxilia a formação natural da musculatura
Tecnologia dinâmica: simula terra, grama ou areia
Quero um NOEHVisitar o site da Noeh

Não é atoa que as mamães amam…

…e as crianças mais ainda

Gostou?

Receba conteúdos sobre saúde infantil, novidades da Noeh e promoções