fbpx Skip to main content
Blog

Alimentação vegana e vegetariana: é possível para crianças

By julho 20, 2021julho 22nd, 2021No Comments

Falar de comida é sempre gostoso, não é mesmo? Os diferentes sabores que nos fornecem nutrientes necessários para a vida vão muito além de meros alimentos: podem representar valores. Por isso, hoje vamos conversar sobre alimentação vegana e vegetariana!

Para quem acha que os alimentos de origem vegetal são apenas folhas, chegou a hora de entender melhor. Na verdade, legumes, verduras, grãos e frutas são capazes de oferecer praticamente todos os nutrientes que precisamos.

Claro, o teor de alguns pode ser diferente daqueles de origem animal. Por isso, é importante saber a quantidade necessária e, ainda, usar e abusar da variedade. Continue conosco e entenda como isso é possível para as crianças!

Entenda o que é alimentação vegetariana

Para começo de conversa, vamos falar sobre alimentação vegetariana. Basicamente, ela consiste em uma dieta livre de qualquer tipo de carne. E não é só carne vermelha! Inclui também frango e peixe. Mas e os alimentos derivados de animais?

Aí depende! Por isso, existem algumas classificações de acordo com os hábitos adotados. Os vegetarianos estritos não consomem carne e nem produtos derivados de animais. Isso quer dizer que não se alimentam de ovos, mel e laticínios.

Por outro lado, os lactovegetarianos incluem laticínios na sua dieta alimentar. Da mesma forma, os ovovegetarianos não consomem carne nem laticínios, porém se alimentam de ovos. Por fim, os ovolactovegetarianos só não comem carne, o resto está incluído na dieta.

Há, ainda, aqueles que se alimentam de carne esporadicamente, como 1 vez na semana. Neste caso, são considerados semivegetarianos.

Vale ressaltar que a alimentação vegetariana não é baseada apenas em saladas! Embora façam parte do cardápio, não devem ser consideradas a base dele. Então, é importante variar os pratos para contemplar os seguintes alimentos:

  • cereais;
  • leguminosas;
  • oleaginosas;
  • amiláceos;
  • verduras;
  • frutas;
  • óleos.

Tudo vai ser questão de equilíbrio a fim de suprir as necessidades do organismo. A alimentação vegetariana reduz a incidência de obesidade, de hipertensão arterial, de diabetes e até mesmo de infarto!

Saiba como é a alimentação vegana

Já a alimentação vegana também se baseia no princípio de não comer carne e nem alimentos derivados de animais. Em outras palavras, é como se fossem vegetarianos estritos. Porém, o veganismo vai muito além disso!

Na verdade, é uma filosofia de vida, que boicota todo e qualquer produto originado da exploração animal. Então, não estamos lidando apenas com a escolha de alimentos, mas também de outros produtos, como roupas.

Neste caso, roupas feitas com pele, lã, couro e seda não são utilizadas. Além disso, não frequentam eventos como rodeios e pescas, bem como não usufruem de produtos testados em animais.

De forma geral, a filosofia vegana se baseia na convicção de que animais são seres oniscientes e sensíveis. Complementando, acreditam não ser justo possuir animais com intuito de utilizá-los para desfrute próprio.

Veja os cuidados com o cardápio das crianças 

Agora que você sabe como é a alimentação vegana e vegetariana, vamos abordar algumas peculiaridades para as crianças.

As necessidades dos pequenos

Os primeiros 1000 dias de vida representam um momento chave para o desenvolvimento. Para isso, é indispensável uma boa alimentação a fim de evitar a carência nutricional. Nesta idade, uma dieta inadequada pode causar prejuízos até mesmo a longo prazo.

Portanto, uma das necessidades dos pequenos é o ferro, encontrado em alta quantidade na carne vermelha. O espinafre é o vegetal que apresenta grande teor de ferro, porém a absorção é menor comparada com a observada em alimentos de origem animal.

Outro nutriente indispensável é a vitamina B12, produzida por bactérias no estômago de ruminantes. Por isso, só conseguimos obtê-la por meio da carne vermelha. Este é um caso que requer atenção!

Aqui, na alimentação vegana e vegetariana, as proteínas são obtidas, principalmente, pela soja. Embora seja um alimento essencial, contém muitas fibras, que dificultam a absorção de minerais como zinco, ferro e magnésio.

Por último, os ácidos graxos são muito importantes para a mielinização, ou seja, para o desenvolvimento do sistema nervoso. Eles são obtidos, basicamente, por meio de peixes.

A alimentação vegana e vegetariana

Diante disso tudo, você deve estar se perguntando se uma criança consegue se desenvolver com a alimentação vegana e vegetariana. Sim, isso é possível! Essa dieta pode ser adotada pelos pequenos, mas requer bastante cuidado e acompanhamento.

Primeiro, é preciso montar um cardápio diversificado, a fim de garantir a ingestão em quantidade suficiente. Em seguida, é necessário acompanhar o desenvolvimento, sobretudo por meio de dosagens de nutrientes.

A partir daí, é possível indicar em tempo hábil a suplementação em casos de carência nutricional. Lembra que a vitamina B12 é obtida apenas por meio da carne vermelha? Pois é, ela sim requer suplementação logo de cara.

Ah, em hipótese nenhuma substitua o leite materno por leites industrializados, como de soja ou de cereais. Até os 6 meses de vida, a alimentação do baby se baseia na amamentação exclusiva e em livre demanda, sendo que qualquer problema deve ser comunicado ao pediatra! 

Por último, é importante dizer que a suplementação de ferro é indicada dos 6 aos 24 meses. Isso vale para os vegetarianos e também para os onívoros.

Aprenda uma receitinha prática

Não poderíamos dar tchau sem antes ensinarmos uma receitinha caprichada para compor a alimentação vegana e vegetariana. Hoje é dia de salada de macarrão!

Primeiramente, cubra com água filtrada 1 xícara de castanha de caju crua e deixe descansando 30 minutinhos. Depois, bata no liquidificador as castanhas escorridas, adicionando alho, sal, azeite, limão e um pouco de água.

Feito esse creme, vamos cozinhar o macarrão! Enquanto isso, já separe:

  • alho poró fatiado;
  • milho;
  • ervilha;
  • pimentão picado;
  • cenoura ralada;
  • pepino picado;
  • azeitona;
  • tomate picado;
  • cebolinha.

A quantidade de cada um fica a seu critério! Por último, basta misturar tudo com o macarrão, o creme e mais um pouco de limão espremido. Leve para geladeira e sirva gelado!

Concluímos, por fim, que a alimentação vegana e vegetariana é totalmente possível para as crianças. Mas nunca se esqueça: acompanhamento sempre! Qualquer carência nutricional nos primeiros anos de vida pode prejudicar diretamente o desenvolvimento dos pequenos.

Então, consulte profissionais especializados não só para avaliar a necessidade de suplementação, mas também para montar o cardápio ideal.

Por fim, caso queira ficar por dentro da saúde das crianças, nos acompanhe em nossas redes sociais! Estamos no Facebook, YouTube e Instagram!

Referências

Tudo que a gente precisa saber sobre alimentação vegetariana. Sociedade Vegetariana Brasileira. 

É possível criar uma criança vegana sem riscos? Veja Saúde.

91 receitas veganas deliciosas para você conhecer. Receiteria.