fbpx Skip to main content
Blog

Saiba como aumentar a imunidade do baby no inverno!

By maio 24, 2022junho 7th, 2022No Comments

Quando chega a época mais fria do ano, muitas pessoas sabem que vão sofrer com as quedas de temperatura. E isso não está restrito às crianças: até os adultos passam por problemas de saúde. Por isso, fica a grande questão: como aumentar a imunidade no inverno?

Essa é a pergunta de ouro que muitos pais fazem aos pediatras. Afinal, com o clima mais frio e seco, o organismo fica mais vulnerável a diversas condições. Porém, já vamos adiantar: mais importante que aumentar a imunidade, é adotar medidas que preservem a saúde.

Sendo assim, nem sempre vai envolver dar superpoderes ao sistema imune. Por vezes, algumas medidas simples, como abrir uma janela, serão suficientes para proteger contra infecções. Continue a leitura!

Entenda como fica a saúde no frio

Para se manter vivo, o organismo se adapta às mais diversas condições ambientais. No calor, por exemplo, o suor e a sede predominam, certo? Já no frio, não é raro ver alguém arrepiado ou passando horas sem ingerir água.

Tudo isso reflete as 2 principais características do clima em questão: frio e seco. Se os adultos já sofrem com as mudanças, para as crianças é ainda pior, já que têm maior facilidade em perder calor.

Em contrapartida, o organismo tenta compensar de alguma forma. Uma delas é retendo mais líquido, de modo que a pele fica seca e bastante desidratada. Outra maneira é fazendo vasoconstrição, ou seja, diminuindo o calibre dos vasos sanguíneos.

Porém, nem sempre é algo bom. Primeiro, vai aumentar a pressão arterial. Associado a isso, no inverno, aumenta a concentração de substâncias pró-coagulantes, o que acarreta no maior risco de infarto, sobretudo nos mais velhos.

E os mais novinhos não ficam livres de problemas! Com uma defesa ainda em adaptação, sofrem bastante com as infecções, sobretudo aquelas transmitidas pelo ar. Viu como é importante aumentar a imunidade nessa época do ano?

Veja 5 dicas para aumentar a imunidade

Embora tenhamos utilizado este termo, nem sempre o mais adequado é “aumentar a imunidade”. Quando dito dessa forma, nos leva a entender que vamos adotar medidas que reforcem a defesa do corpo.

Porém, elas não atuam, necessariamente, potencializando a ação das células imunológicas. Na verdade, muitas vezes protegem a criança da exposição a fatores nocivos e que potencialmente poderiam fazer mal para a saúde. 

Então, veja abaixo alguns cuidados importantes!

  1. Elabore bem o cardápio 

“Você é o que você come”. Embora pareça clichê, essa frase se aplica muito bem quando o assunto é alimentação e inverno. Isso porque existem alguns alimentos que podem, de fato, contribuir para aumentar a imunidade.

Neste caso, estamos falando daqueles que contêm vitamina C. E a ação dela é bem simples: atua como antioxidante. Sendo assim, protege as células contra danos e contribui para o bom funcionamento delas.

Conheça a síndrome mão-pé-boca

Então, capriche no suco natural de laranja para as crianças e em outras frutas cítricas. E jamais se esqueça: até os 6 meses de idade o aleitamento materno é exclusivo. Só isso já basta para saciedade e, principalmente, para proteger o baby contra diversas doenças.

  1. Capriche na hidratação 

Já vimos que a baixa umidade do ar faz com que o clima permaneça mais seco no inverno. Associado ao consumo de água diminuído, pode levar a criança a um maior risco de desidratação, manifestada de diferentes formas.

Uma delas é por meio da pele, que torna-se mais ressecada. Por isso, o uso de óleos pode ajudar a criar uma barreira que mantém a pele mais hidratada. Além disso, as mucosas também podem ficar ressecadas.

Exemplo disso é o narizinho da criança. Consequentemente, é muito indicada a lavagem nasal com soro fisiológico para umidificar a região e retirar secreções. E, novamente, não se esqueça da importância do aleitamento materno, que ajuda a garantir a hidratação.

  1. Mantenha o baby agasalhado

Se tem uma coisa que muitos amam é o look do inverno. Para os babies, é muito mais do que estilo, é necessidade: manterem-se aquecidos e protegidos da perda de calor. Mas, claro, requer alguns cuidados!

O primeiro deles é com a higienização. Muitas vezes, as roupinhas e as mantinhas podem passar muito tempo guardadas, a ponto de acumularem poeira, mofo e ácaros. Então, quando o tempo “começar a virar”, já programe uma boa lavagem das peças.

Uma outra dica é ousar um pouco mais: meias, toucas e luvas! Isso vai manter o baby aquecido como um todo e proteger de mudanças bruscas de temperatura.

  1. Permita a ventilação de ar

Agora, há uma medida que comentamos lá no início do texto: manter janelas abertas. Não só janelas, mas também portas e qualquer meio de fluxo de ar. Isso serve justamente para manter os ambientes ventilados 

Lembre-se, de novo, que o clima frio e seco é ideal para transmissão de doenças respiratórias. Não é à toa que os casos de resfriados, gripes, bronquites, pneumonias e exacerbações de asma aumentam bastante nesta época.

Assim como é importante manter os ambientes ventilados, também é importante evitar locais com aglomerações. E fica, ainda, outro aprendizado da pandemia: evitar contato com pessoas sintomáticas! No mais, se julgar necessário, retorne com o uso da máscara. 

  1. Coloque o cartão de vacina em dia

Por fim, uma das ações mais efetivas para promover saúde é a vacinação. De cara, é importante ressaltar que nem sempre vai evitar a doença em si, mas pode ser muito eficaz para evitar a forma grave — o que já é muito bom!

Quer um exemplo? Pois vamos dar 3! Você já ouviu falar sobre a vacina pneumocócica conjugada? Ela ajuda a aumentar a imunidade contra doenças graves causadas por pneumococos, como pneumonia, otite e infecção de ouvido.

Porém, saiba que existem diferentes tipos de vacina, de acordo com a quantidade de sorotipos que oferecem proteção. As mais comuns são do tipo 10 e 13, que previne cerca de 70 e 90% das infecções graves, respectivamente.

Vimos, então, que aumentar a imunidade está muito mais associado com cuidados gerais do que qualquer outra coisa. Além disso, por mais que sejam dicas valiosas para os filhos, os pais e demais familiares também se beneficiam das medidas.

Agora, chega de papo! Abra as janelas, agasalhe o baby e já dê aquela conferida no cartão de vacina, combinado? Assim, você aumenta a chance de enfrentar o inverno de forma saudável.

Ah, e não se esqueça de acompanhar nossas redes sociais para ficar por dentro dos novos conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!

Referências

Frio aumenta casos de infarto. Instituto Nacional de Cardiologia. 

Vitamina C. Anais Brasileiros de Dermatologia.

Vacinas pneumocócicas conjugadas. Sociedade Brasileira de imunizações.