fbpx Skip to main content
Blog

Home office e crianças em casa: como isso é possível?

By fevereiro 15, 2022março 25th, 2022No Comments

Desde 2020, o mundo passa por uma série de transformações devido à pandemia do coronavírus. Diante da necessidade de isolamento social, o mercado de trabalho também precisou se adequar. A solução para isso? O home office.

A partir do momento que as pessoas passam a trabalhar em casa, existe uma brusca mudança no dia a dia. Por um lado, a necessidade de deslocamento deixa de existir. Por outro, algumas pessoas podem ter dificuldades para estabelecer limites na rotina. 

E como fazer tudo isso com crianças em casa? Bem, se para quem mora sozinho já é um desafio, para quem tem filhos a situação requer ainda mais cuidados. Ao final, você vai descobrir como é possível contornar as dificuldades!

 

Descubra se ainda há espaço para o home office

Antes de tudo, vale a pena conversar sobre as atuais perspectivas do home office. De fato, foi um conceito que ganhou força total devido à pandemia.

Porém, após os avanços da vacinação e retorno gradual às atividades presenciais, será que ainda existe espaço para o trabalho em casa?

A princípio, as pesquisas já dizem tudo: mais de 60% dos entrevistados gostariam de exercer mais atividades em casa do que no escritório. 

E não é para menos! Afinal, existe uma série de vantagens quando o assunto é home office:

  • menor tempo de deslocamento;
  • economia com o transporte;
  • horários flexíveis;
  • mais tempo em casa e com a família.

Por isso, a tendência do home office é de que não fique para trás. Na verdade, é uma opção para muitas empresas implementar o estilo híbrido, ou seja, parte do trabalho em casa, parte na empresa.

Agora, uma coisa é fato: é preciso preparar o ambiente doméstico para exercer as atividades laborais.

Saiba como conciliar home office e crianças 

Que existem diversos benefícios do trabalho em casa você já sabe. Porém, como é possível garantir o sucesso do home office quando os pequenos estão em casa? Veja abaixo algumas dicas!

 

Defina os limites

Antes de tudo, é preciso estabelecer limites, sejam eles físicos, mentais e até para as crianças. No caso dos limites físicos, seria justamente reservar um cantinho para poder trabalhar com tranquilidade e ergonomia.

Definido o local, chegou a hora de conversar com as crianças. Claro, a idade vai influenciar muito na capacidade de compreender e respeitar o que foi conversado. Porém, o dia a dia vai ajudar os pequenos a se adaptarem à rotina de trabalho do pai ou da mãe em casa.

Por fim, tenha os limites bem definidos até para si mesmo. Afinal, um dos maiores problemas do home office é não saber determinar o tempo para trabalho e o tempo fora dele.

 

Acorde cedo

Para quem tem filho em casa, não acordar cedo não é uma opção. Porém, se os pequenos já conseguem ficar mais tempo no soninho da manhã, aproveite o momento de silêncio e tranquilidade para adiantar algumas tarefas.

Vale lembrar que você não precisa mais se deslocar para o trabalho. Logo, esse tempo que seria perdido no trânsito também pode ser investido em tarefas que requerem maior concentração enquanto os babies dormem.

 

Estabeleça atividades para as crianças

Mesmo que crianças maiores durmam um pouco mais, o que vão fazer quando acordarem? Bem, isso é você quem vai nos dizer! Faça uma lista de atividades lúdicas que podem ajudar os pequenos a passar o tempo, como:

  • pinturas;
  • desenhos;
  • livros;
  • documentários;
  • massinha.

Para listar as opções, tenha bastante cuidado com o uso de telas. Isso não quer dizer que está proibido, apenas limite o horário para isso.

Vale ressaltar que muitas escolas já voltaram com atividades presenciais. Sendo assim, nem que seja por meio horário, as crianças estarão fora do ambiente de home office.

 

Agende videoconferências

Outra grande ascensão ao longo da pandemia foram as videoconferências. Assim como o home office, se mostrou uma prática que veio para ficar. Seja no trabalho, seja na escola, seja em apresentações ou reuniões, continua sendo uma excelente alternativa.

Porém, para que tudo transcorra da melhor maneira, o ambiente domiciliar deve viabilizar isso. Você já separou um cantinho de trabalho, certo? Agora, só falta organizar a agenda para que as reuniões ocorram em um período mais silencioso.

Dentre as possibilidades, a videoconferência pode ocorrer antes de as crianças acordarem ou mesmo quando estiverem na escola.

 

Alinhe a rotina com o parceiro

Nos casos em que a família inteira mora junta, é possível, ainda, alinhar as rotinas. O ideal seria que os períodos críticos de trabalho ocorressem em horários distintos. Exemplo disso é não marcar reuniões para um mesmo período de tempo.

Logo, um dos parceiros teria um pouco mais de flexibilidade para poder cuidar das crianças. Mesmo durante as atividades programadas, é interessante contar com um adulto supervisionando as brincadeiras.

 

Crie uma rotina

Quando seu trabalho é presencial, é preciso ter uma rotina bem definida. Hora de acordar, se preparar para o dia, organizar as atividades… e quem disse que é diferente no home office? 

Na verdade, é preciso ter ainda mais disciplina para cumprir com todas as obrigações. Uma dica nossa é estruturar quais tarefas devem ser feitas. A partir daí, estabeleça uma ordem de importância entre elas.

Assim, é possível priorizar aquilo que requer maior cuidado e atenção, sem risco de pendências. Não se esqueça de colocar intervalos entre cada tarefa. Dessa forma, você pode descansar um pouquinho entre elas ou investir o tempo para resolver alguma outra pendência em casa.

 

Atente-se com imprevistos

Por fim, vamos a um fato: nem tudo acontece como o planejado. A todo momento, reforçamos a importância de estruturar o ambiente e a rotina. Porém, seria irresponsabilidade nossa não alertar sobre o risco de imprevistos.

Eles podem partir de todos os lugares: do trabalho, da casa, da escola, com as crianças… mas não se desespere, afinal, isso não é uma exclusividade do home office.

Por isso, o mais importante é ter consciência de que nem tudo está nas próprias mãos e tudo bem! Na medida que os problemas surgirem, as soluções também vão aparecer.

Vimos, então, que o home office é uma prática que veio para ficar. De fato, o isolamento rigoroso da pandemia tem sido flexibilizado com a vacinação e diminuição de casos. Logo, a volta às aulas podem até tirar os filhos de casa por um tempinho. Porém, não esqueça nossas dicas para quando eles estiverem no ambiente. De toda forma, estabeleça limites para o trabalho e aproveite um tempo com a família.

Antes de você ir embora, que tal assinar nossa newsletter e receber novos conteúdos em primeira mão?

 

Referências

Afinal, o futuro será home office, híbrido ou presencial em 2022? Exame.

Home office permanecerá forte em 2022. Diário do Comércio.