fbpx Skip to main content
Blog

Planejando a chegada do bebê? Planeje também suas finanças!

By setembro 28, 2020No Comments

Planejando o bebê? Parabéns! O primeiro passo para a chegada do seu bebê foi dado, agora você precisa fazer o planejamento financeiro. Para você aproveitar cada segundo com tranquilidade é importante estar com suas contas bem organizadas. Vamos avaliar alguns pontos para você ter certeza de que o bolso está preparado para mimar à vontade seu ser humaninho tá?! Sou Ivan Lanna, consultor financeiro, e vou te guiar nessa conversa.

A organização financeira de uma família é muito individual e não existe uma receita perfeita para todos, mas existem algumas orientações que nunca fazem mal. Uma das primeiras frases que falo para meus clientes é “antes de querer ficar rico, garanta que não vai ficar pobre.” Vamos arrumar primeiro suas finanças de forma simples, para depois, e preparar para tudo.

Organizando a casa

Se está planejando um bebê, seu filhote vai chegar em um ambiente bem melhor se você estiver sem dívidas ou com dívidas controladas e bem negociadas. Planejando a chegada do bebê, em muitos casos vale a pena sim ter uma dívida, mas sabendo que este valor é confortável para seu orçamento, sabendo que não compromete seu bem estar, que os juros é um valor justo, e que não compromete suas reservas financeiras. Em muitos casos, dívidas são planejamentos bem feitos que devem ser vistos como investimentos e não como dívidas.

Agora que já sabe que dívidas não é perder dinheiro vamos ao seu orçamento. Seu neném vai chegar em um lugar todo organizando, onde tudo terá o seu porquê, e, para isso, também vamos organizar as despesas.

 

Existem várias formas de organizar seu orçamento, para cada família existe um ideal, um método simples que serve como guia é chamado “50,30,20” indicado por vários consultores incluindo o HSBC. Coloque em um papel todas suas receitas, isso é 100% do seu dinheiro no mês. Agora você deve organizar todas suas despesas, e dividir em 2 categorias simples, despesas fixas ou essenciais, e outra em despesas variáveis ou esporádicas.

Despesas fixas

As despesas fixas são aquelas que todo mês acontecem e não tem como evitar, ou seja, moradia, alimentação, combustível, saúde, contas e despesas essenciais. Essas contas deve se limitar a 50% da sua receita, e esta é a parte mais difícil. Pois, se você ultrapassa este limite, ou você precisará receber mais, ou o indicado seria abaixar seu padrão de vida. Sei que é complicado, mas isso fará muito bem a toda a sua família quando estiver planejando um bebê.

Despesas variáveis

Próximo passo para ter a casa toda em ordem, antes de seu bebê vire ela de pernas para o ar, é avaliar suas despesas variáveis. Nesta lista deve conter as compras, roupas, restaurantes, viagens, presentes e todas as compras que de alguma forma podem ser evitadas, mas fique tranquilo você terá dinheiro para continuá-las. Estas compras devem totalizar no máximo 30% da sua receita, desta forma você sabe que pode comer em restaurantes, viajar, comprar, mas dentro de um limite de quantidade ou de valor.

É muito importante manter os hábitos que gosta e que te faz bem, mas, tudo com responsabilidade. A última etapa para deixar o bolso todo pronto para mimar seu bebê é poupar, e para isso são os 20% restantes da sua receita.

Guardando tudo nas caixinhas certas

Quando estiver preparando a casa para chegar sua criança é muito importante planejar uma reserva financeira, e esta reserva serve para 3 propósitos diferentes.

Primeira caixinha

Primeiramente se acontece qualquer necessidade urgente, você necessita ter um dinheiro para solucionar o problema, seja saúde, trabalho, ou qualquer outra emergência, por isso, tenha um valor guardado e disponível. As aplicações mais usadas para esta caixinha são as poupanças e fundos de investimento com alta liquidez, procure uma aplicação que renda pelo menos o CDI.

Segunda caixinha

A segunda caixinha que você deve se preocupar em ter um dinheiro armazenado são os sonhos e realizações de médio prazo. Uma reforma na casa para deixar o quarto do bebê como você deseja, um apartamento novo, ou um carro para levar o filhote para passear até uma viagem. Para estas despesas não se tornarem pesadas no seu orçamento mensal, uma reserva destinada a este tipo de custo ajuda muito a realizar todos estes planos. Neste caso, existem muitas aplicações que podem ser utilizadas com rendimentos e riscos diferentes. São usados desde fundos de investimento, fundos imobiliários, ações, títulos, à consórcios, o mais importante é estudar a melhor opção para sua família.

Terceira caixinha

Terceiro e última caixinha é para longo prazo, são aqueles planos que vão demorar bastante para acontecer, mas você deve começar a se preparar agora pois eles vão necessitar de bastante dinheiro. Estes são os casos da aposentadoria e talvez a universidade da criança. Estas despesas são bastante caras e dependente de muitos fatores e, por isso, é bom começar a se preparar cedo. Para uma reserva de tão longo prazo podem ser usadas algumas opções, mas eu recomendo muito a previdência privada. Quer alguns motivos? Veja aqui na nossa coluna onde expliquei todos os benefícios incluindo como é benéfico fazer em nome do seu bebê logo após sua chegada.

Proteja seu maior tesouro

Com suas dívidas controladas e seu orçamento organizado, incluindo as reservas financeiras, seu tesouro vai chegar num verdadeiro castelo financeiro. Mas, para proteger este castelo, vamos lembrar de algumas proteções importantes:

  1. O seguro saúde é essencial, busque opções no mercado que vão te atender bem. Saiba que contratando via empresa pode ser ainda melhor.
  2. Lembre-se que os gastos com os filhos são crescentes, por isso, dá uma tranquilidade importante saber que você tem uma reserva de boa rentabilidade, assim, seu dinheiro guardado também trabalha por você. Dessa forma, caso aconteça qualquer coisa este castelo não vai desabar.
  3. Eu recomendo fazer um seguro que o valor não sofra muita alteração, mas sem resgate, o importante num seguro é proteger seu patrimônio e sua família.

A máquina de fazer dinheiro também deve ser protegida, faça um bom seguro de vida, olhando a cotação em várias seguradoras.

Com a casa organizada e protegida não resta mais nada que não aproveitar a chegada do bebê. O planejamento é toda esta construção de um ambiente adequado, onde tudo tem seu lugar e os próximos passos já estão previstos.

Com o novo integrante da família muitas coisas vão mudar na sua vida. Planejando a chegada do bebê adequadamente será somente aproveitar as mudanças e seguir o plano de cuidar deste pequeno com muito amor, sabendo, claro, que você tem um castelo financeiro bem protegido e consolidado!

 

Noeh, tecnologias para cuidar da vida!

Espero que tenham gostado! Se tiver dúvida é só perguntar que iremos te responder!

Um abraço apertado, com carinho da Noeh

Texto escrito pelo Ivan Nunes Lanna, CEO e consultor financeiro da INSUU – Aposentadoria Segura.

A equipe da INSUU manda um abraço e deseja uma aposentadoria segura a você.

Referências

https://exame.com/economia/familias-gastaram-mais-com-impostos-e-dividas-na-ultima-decada-diz-ibge/

https://blog.nubank.com.br/orcamento-familiar/

https://blog.guiabolso.com.br/6-dicas-para-fazer-um-planejamento-financeiro-pessoal/

https://dinheirama.com/primeiro-filho-aprenda-financas/