fbpx Skip to main content
Blog

Descubra como guardar o leite materno!

By novembro 11, 2021novembro 16th, 2021No Comments

Muito se defende o aleitamento materno exclusivo no primeiro semestre do baby. E não é para menos! Essa prática é capaz de beneficiar tanto a criança, como também a mãe. Sendo assim, é muito importante a educação em saúde de como guardar o leite materno.

Mas, afinal, por que saber isso? Bem, nem todas as mães têm o privilégio de acompanhar o crescimento do baby de pertinho. Em alguns casos, a licença maternidade termina e elas precisam retornar para atividades laborais e/ou acadêmicas.

Tudo isso pode gerar ansiedade e preocupação nas famílias. Seria possível continuar amamentando mesmo longe do baby? Já vamos adiantar que sim! E, mais que isso, vamos te mostrar, ao longo do texto, como colocar isso em prática! Continue a leitura!

Saiba a importância da ordenhar o leite

Você já parou para pensar quais fatores estimulam a produção do leite materno? Podemos dizer que a grande maioria deles tem a ver com a regulação hormonal, seja antes, seja depois do nascimento do baby.

Primeiro, ainda durante a gestação, o corpo da mãe vai se preparar para produção e armazenamento do leite. Portanto, há o desenvolvimento dos ductos lactíferos e dos alvéolos responsáveis pela produção e estoque do leite.

Além disso, o próprio estímulo de sucção do baby faz com que a produção continue. Isso porque, enquanto houver leite na mama, o organismo entende que não precisa produzir mais. Portanto, se o baby estiver se alimentando, a produção continua.

Por outro lado, se não houver esvaziamento da mama, elas tendem a ficar ingurgitadas e, ainda, diminuir a lactação. Então, ao ordenhar o leite, a mãe assegura que a produção do leite continue, além de facilitar a mamada tornando mais macia a região do mamilo.

Em suma, a ordenha do leite melhora o ingurgitamento e mantém a produção de leite. Por fim, podemos citar um dos aspectos mais importantes: permitir que a mãe continue o aleitamento mesmo diante do fim da licença maternidade.

Conheça os tipos de ordenha

Vimos acima que o estímulo de sucção feito pelo baby é um fator fundamental para esvaziar a mama e manter a lactação. Então, durante a ordenha, é preciso simular, do ponto de vista prático, o mesmo estímulo. Para isso, existem duas vias possíveis. Veja! 

Ordenha manual

De cara, podemos afirmar: a ordenha manual é a melhor maneira de tirar o leite. Para colocá-la em prática você não vai precisar de nenhum equipamento específico ou diferente. Então, se mostra um meio prático e efetivo para o processo.

Durante a própria amamentação, a mãe pode começar a treinar a ordenha. Assim, quanto mais praticar, mais fácil vai se tornar ao longo do tempo.

Essa praticidade também reflete no dia a dia, afinal, não vai requerer nenhum equipamento especial e poderá ser feito sempre que necessário.

Ordenha mecânica

Por outro lado, a ordenha mecânica requer alguns equipamentos que auxiliam na retirada do leite, como as chamadas bombas. Portanto, para que possa ser feita, é necessário contar com a disponibilidade do dispositivo. 

Além da necessidade de ter o equipamento por perto, é preciso mantê-lo em boas condições para uso. Isso significa que existe uma necessidade de esterilização do material, a fim de evitar a proliferação de microorganismos nocivos. Por último, a ordenha mecânica também oferece um maior risco de lesão aos mamilos.

Veja como se preparar para o momento de guardar o leite materno

Antes de explicarmos como guardar o leite materno, é preciso entender alguns aspectos de higiene que são importantes no processo.

Preparo do frasco

Tudo começa no preparo do frasco. Portanto, escolha um recipiente de vidro com tampa de plástico, que não tenha nenhum rótulo de papel — se tiver, é só tirar! 

Depois disso, coloque o frasco para ferver. O ideal é que ele permaneça na água por 15 minutos após a fervura. Em seguida, deixe que ele seque naturalmente, apenas escorrendo em um pano limpo e seco.

Por fim, muito cuidado na hora de fechá-lo: você não pode tocar na parte interna dele. Caso contrário, é preciso refazer os passos anteriores.

Higienização das mamas

Agora que o frasco está pronto, a mãe também precisa adotar algumas medidas. O básico é utilizar touca ou lenço para cobrir os cabelos. Além disso, é indicado o uso de máscara para proteger nariz e boca.

Feito isso, basta fazer uma lavagem de mãos caprichada, higienizando até os cotovelos. Com as mãos limpas, é a vez das mamas! Porém, agora não precisa passar nenhum produto, apenas enxaguar com água.

Veja como guardar o leite materno

Com mãos e mamas secas, procure um local bem confortável e tranquilo para fazer a ordenha — seja no trabalho, seja em casa. É importante que seja um momento da mãe, evitando conversas durante a retirada do leite. 

Uma vez escolhido o ambiente, forre uma superfície com panos limpos. Em cima deles, você vai deixar o frasco e a tampa prontinhos para uso.

Chegou o momento! Adote uma posição confortável, relaxe os ombros e os incline um pouco para frente. Com as pontinhas dos dedos, massageie as aréolas, ou seja, as regiões escuras ao redor dos mamilos. Sugerimos que o movimento seja no sentido do corpo.

Outra dica importante é segurar a região com o polegar, indicador e dedo médio. Com essa pega, você vai firmar a mão e empurrar delicadamente para trás. Assim, a ordenha vai começar.

Detalhes importantes para guardar o leite materno

É importante desprezar os primeiros jatos, mas não precisa ser muito — cerca de 1 ml. Em seguida, ordenhe até esvaziar toda a mama e colete o leite com o frasco.

Depois de fechá-lo bem, mantenha refrigerado até a hora do uso. Se for geladeira, pode ficar até 12 horas. Por outro lado, o freezer ou congelador permite estoque por até 15 dias.

Evite encher até a tampa, pois corre o risco de quebrar após o congelamento. Ah, não se esqueça de anotar na tampa a data e hora de coleta, apenas para garantir que não vai vencer.

Agora que você sabe como guardar o leite materno, só falta a aprender a descongelar. É bem simples: coloque em banho maria, com água potável. Lembre-se de não deixar ferver, apenas aquecer, a ponto de conseguir tocar a água sem se queimar. Mantenha o frasco nela até que o leite descongele e possa servir ao baby. Simples, não é mesmo? E, ainda, garante a continuidade do aleitamento materno!

Você conhece alguma mãe que vai precisar voltar ao trabalho? Compartilhe este post em suas redes sociais e ajude mais mulheres a manterem o aleitamento!

Referências

Como colher e estocar o leite materno. Sociedade Brasileira de Pediatria.

Recomendações úteis para a manutenção do aleitamento materno em mães que trabalham fora do lar ou estudam. Sociedade Brasileira de Pediatria.